Carzano permaneceu imune ao caos de hoje em dia, ele cair no silêncio, e você andar por três quilômetros ao longo da costa para chegar ao centro do mundo, estrada plana, pavimentada com um par de pontos para aqueles que desejam obter seus pés molhados e traje (não está claro se é permitido ou não).

ele também deve ser dito que daqui até aqui em Sepang M1 sempre foi competitivo, em seguida, por um lado temos dados interessantes com o qual comparar, mas também era importante tentar em um caminho onde estávamos mais necessitados: embora aqui nós estamos indo forte, temos de esperar para ser super otimista para ver o desempenho de faixas onde tivemos mais problemas. Mas, em geral, tudo bem, aqui eles me deram apenas um motor e eu gosto: temos nenhuma dúvida sobre isso.

Brancos, mas Varese

Mas temos que trabalhar ainda durante a aceleração e aderência de pneus usados, aqui estão os nossos objetivos “    ligações Copie    GalleriaVale, o novo capacete é mão SHARE desenhado maverick – Muito feliz Viñales:”. I imediatamente se sentiu confortável com a moto, não há muito espaço para melhorias, e é importante se queremos lutar pelo título: Eu quero crescer especialmente em aceleração e frenagem, e são muito focados em esta “casa Aprilia – Primeiras também os orçamentos para a Aprilia.

Aleix Espargaró e Andrea Iannone “estou um pouco escape’ para um curso de antibióticos, mas muito satisfeito com o trabalho feito -. diz Iannone -. Devemos crescer, a jornada apenas começou, mas estamos claro: eu não esperava tão rapidamente conseguiu melhorar o tempo 2:00 para 3:00 coisas, mas ainda vai precisar de muito esforço “Então acasalar Aleix Espargaro:”. Eu não gostaria de ser fora do top-10, mas a moto é melhor do que a versão de 2018: o motor é melhor, mas eu ainda não pode ser tão agressivo como eu quero e precisam de mais energia. A equipe está trabalhando duro. “Gasport ©

01 de julho de 2016 – Milão Um casal relaxa na passarela, após a longa cauda. Foto Oddi eu não estava preparado, eu pensei o suficiente para se levantar antes do sol para ver o trabalho de Christo.

Não foi assim, e eu pecado do orgulho, evitando estacionamento com serviço de autocarro, para tentar se aproximar de carro ao calçadão no Lago Iseo, eu pago caro, embora menos extensões de carro de 15 euros mais inteiro bilhete diário autocarro: praticamente inevitável, dado que todos os outros recessos dos países vizinhos é o sinal “foi enviada para os residentes” (e multas por vários canalhas terá sido concluída). Eu paguei cinco quilômetros a pé – na verdade pela metade a partir de uma linha de ônibus – o magnífico miradouro sobre Vello até o desembarque de Sale Marasino.

Porque a linha de Christo, que na semana passada ameaça para evocar o esplendor do pavilhão da Japan Expo, você pode saltar, e também é relativamente fácil. Levei mais de meia dúzia de quilómetros a pé, mas alguns dizem que nós podemos fazer ainda melhor: aconteça o que acontecer, a andar sobre a água, havia necessidade do barco O barco que se conecta com Marasino Monte Isola em segundo plano.

Foto Oddi ÚLTIMO AVISO – A reta vem a noite antes, por um fotógrafo amigo de Brescia: “Eu a linha I ignorado completamente: basta tirar as chegadas de barco na ilha, e depois ligá-lo como quiser, incluindo passarelas . Mas cuidado, eu tinha reservado o bilhete no dia anterior, eu não sei se você pode encontrá-los novamente “. Às 8 horas após o início da Blitz, as margens para tentar reservar não havia nenhum: você vai e testá-lo, colocando em conta o buraco, em vez de em torno da água. pouso chegou de Sale Marasino – o cartão de jornalista pode abrir algumas portas, ou um obstáculo, mas também existem policiais que não gostavam da categoria: melhor autocarro, antes que você sabe – como é ele fez. O lado leste do Monte Isola, o que fazer no desembarque pé na Carzano vez de Peschiera Maraglio.

Foto Oddi TRÊS (MAIS TRÊS) quilômetros – Cinco euro bilhete de ida e volta, a cada 20′, a travessia leva cinco, e mensagens, quatro dias após o encerramento do evento, não parece ser um problema. Só que chega em Carzano, a maior ilha do lago do Nordeste do extremo sul, enquanto a passarela que leva ao cais do continente em Peschiera Maraglio, Sudeste. E a Ilha de St.

Paul, que termina a rodada, é no Sudoeste. Carzano permaneceu imune ao caos de hoje em dia, ele cair no silêncio, e você andar por três quilômetros ao longo da costa para chegar ao centro do mundo, estrada plana, pavimentada com um par de pontos para aqueles que desejam obter seus pés molhados e traje (não está claro se é permitido ou não). Christo O barco, que foi em torno da instalação: o artista é o segundo a partir da direita, no primeiro andar.

Foto Oddi ARTISTAS VÁRIOS – Uma vez em Peschiera, você pode começar a turnê do que seria a segunda etapa, o artista pode querer fazer as passarelas com os pés descalços, e realmente vale a pena, mesmo que o plástico tende a queimar: o jangadas aplicação da lei levantar algum onda providencial que lava e refresca as bordas. E ao redor, hoje, sobre o homem nu, não era um cara que estava à procura de sua esposa com um sinal – Carmine Caputo Roccanova, a internet revela-se um artista e performer – o mesmo Cristo era, com seu cabelo no vento , para ver os usuários de sua invenção.

Parecia um estranho, ele era um performer. Foto Oddi vários desembarques – Para o registro, há muitas desembarque da balsa em Peschiera Maraglio, a partir de Sulzano, Iseo e mais: os três mais três quilômetros a pé na ilha – a ser adicionado ao 4 e passa nas passarelas de ouro – poderia também risparmiarmeli, mas não importa. Também porque eu fiz aqueles devolvê-los acompanhado pelo agradável auto-convicção de que o maldito chegou ao meu próprio tempo – mas sem o lado estibordo do barco – ainda estavam na fila, gemendo sobre o calor e amaldiçoar a humanidade. Francesco Oddi  @ Jones_FO © reprodução reservada digite seu comentário

10 de marco de 2019 – Milão Após as vitórias de Trieste e Brindisi, o outro jogo do vigésimo quinto dia do Serie A, que terminará amanhã à noite jogo de futebol hoje com o desafio entre Reggio Emilia e Milão Davon Jefferson, 32 anos. Ciamillo AVELLINO-VARESE 76-71 A Sidigas ganhar uma vitória retumbante superar Varese no jogo para os playoffs após uma recuperação incrível.

Com menos de 24 pontos e 19 ‘e sem metade da equipe (fora Filloy, Nichols, D’Ercole, Spizzichini e Young), Avellino de patinho feio se transforma em um cisne no 2º semestre recuperar a desvantagem com um super defesa que permite que apenas em Varese 18 pontos em 20 segundos. Os trabalhos na Europa para Lombard são sentidos no desperdício frenético, mas sensacional final do treinador homens Caja no final do primeiro semestre estavam no controle total do jogo.

Basquetebol, Futebol, Varese-Avellino 76-71: destaca o jogo – teste Varese apenas para colocar o registro reto e com uma pausa mortal 14-1 a quadratura do ramal (5-19 de 6’20 ”). Avellino é uma boneca total dispara espaços em branco da longa (0/8) e, sobretudo, dá tudo que pode para os clientes que são incansáveis ​​em 3 de disparo (5/8 após 10 ‘). O primeiro triplo dos hospedeiros com Campogrande encerra o parcial ao fim de 10 ’em 15-27.

Bilhete no dia

O Openjobmetis é à noite de graça, e Salumu Tambone colocando mais três triplos e Varese em moscas 13’30 ” em 20 (18-38). vaias chovendo som para Paladelmauro para a atitude suave de Sidigas com o treinador Vucinic na 17’45 ” tentar sacudi-la, colocando o bebê Sabatino (nascido em 2000). A única aplausos chegam apenas para a primeira cesta dos jovens-e-brancos, mas Varese não tem misericórdia e até mesmo com um pouco de ‘quadrado sorte mais dois triplos (10/17 após 20’) com Ferrero e Avramovic vai descansar ao longo de 30/53 . Avellino, no entanto, ele cai dos vestiários com outra cara e imediatamente coloca uma 10-1 com Harper triplo e Silins que reduzir o fosso em -14 (40-54 em 22’30 ”).

ใส่ความเห็น

อีเมลของคุณจะไม่แสดงให้คนอื่นเห็น